quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O que é ser um iogue?

Uma aluna me fez essa pergunta no início da aula e eu respondi de forma sintética que um iogue é uma pessoa que segue os princípios do ioga. Sim essa pessoa pratica a não-violência (ahimsa), sabe dizer a verdade (satya), não se apropria do que não é dela (asteya), pratica o auto-controle (bramacarya), pratica o esforço sobre si mesma (tapas), pode ser que pratique posturas de ioga (asana), pranayama (disciplinas respiratórias), meditação... Percebi o quanto é complexa a resposta para essa pergunta. Isso me fez refletir e se eu pudesse definir um iogue diria que é a pessoa que faz o que fala e fala o que faz, enfim, vive com coerência. Ela pode ou não praticar posturas de ioga. Mas essencialmente é alguém que leva a sério uma coisa chamada ética. Não porque disseram a ela que é preciso seguir determinadas regras, mas porque o caminho da ética é o único que faz sentido para ela.
E como disse lindamente o iogue B. K. S. Iyengar: "(...) só quando encontramos a nós mesmos é que de fato somos dignos de expressar os níveis superiores da moral. Não é algo que podemos forçar além da nossa capacidade. Temos de estar à altura deles."

Nelson Mandela, um iogue nato

9 comentários:

  1. Bonito texto Fa!
    Definições são complicadas mesmo e eu não definiria melhor.
    Existe um lado dessa ética e coerência que vem sendo perdida pelo homem no tempo e espaço da sua jornada.
    Quantos iogues a gente conhece ou já ouviu falar? Poucos!
    São somente aqueles que resgataram o sentido da humanidade e da divindade dentro de si.

    ResponderExcluir
  2. Muito poucos, né, Lu...?
    Obrigada pela visita e pelo comentário!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo comentário! Um bom texto!

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto! Você definiu muito bem! Parabèns!

    ResponderExcluir
  5. Agradecida pelas palavras. Felicidades sempre. ;)

    ResponderExcluir
  6. Agradecida pelas palavras. Felicidades sempre. ;)

    ResponderExcluir
  7. Não achei definição melhor para minha pesquisa. Otimo texto

    @tandicoisa

    ResponderExcluir